Diálogos com Mário Sérgio Conti: José Serra

Excelente a entrevista do senador José Serra ao jornalista Mário Sérgio Conti, no programa “Diálogos”, concedida nesta quinta-feira (17/03).

É obrigação dos políticos encontrar respostas à demanda por mudanças trazida pelas ruas. O parlamentarismo, a partir de 2019, seria uma alteração no regime político crucial para que a troca de governo passasse a ser solução e não mais o problema.

A crise de representatividade do parlamento também precisa ser corrigida, o que na visão de Serra poderia ser feito através da adoção do voto distrital, aproximando representantes e representados.

Na economia, ele pontua: o problema central são as expectativas. Por isso, a política, exógena à economia, é tão essencial para disparar um processo de retomada do crescimento e a reconquista da estabilidade.

Assista clicando aqui – http://globosatplay.globo.com/globonews/v/4892238/

Advertisements

3 thoughts on “Diálogos com Mário Sérgio Conti: José Serra

  1. Não sou vinculado ou simpático a qualquer partido político. Mas acho que o bem maior – a solidez da democracia – seria afetada por um possível impeachment. Se perguntarem ao povo que está nas ruas pedindo impeachment qual é o fator motivador serão pouquíssimas as pessoas que dirão Pedaladas Fiscais.

  2. Não entendi bem o seu ponto, mas a meu ver o que está travando, hoje, a consolidação e o avanço da democracia é justamente a permanência de um governo sem credibilidade e sem legitimidade. As pedaladas estão na boca do povo e, além disso, novos fatos já foram anexados ao processo original, até onde sei.

    Felipe Salto

  3. O Professor Emérito da USP e ex- ministro Delfim Neto, em entrevista em Diálogos com Mário Sérgio Conti ao responder ao entrevistador sobre as questões da Saúde e da Educação no Brasil, o Professor Emérito referiu-se ao problema da Educação dizendo apenas que a professora de Geografia apaixona-se pelo professor de Matemática (se não me falha a memória) e, sem mais, passa adiante na análise de outros itens! Mas o que quis dizer o Emérito Professor? Que a questão da Educação resume-se a este hipotético caso de amor entre professores brasileiros? Que metáfora é esta? Foi um insulto a toda a classe de professores, já tão aviltada pelos indignos salários que recebe em todos os níveis da docência e ao descaso e escassez de recursos pedagógicos nas escolas do Brasil. Absolutamente inaceitável, ofensiva, debochada e irrelevante uma declaração que parte justamente de um professor do mais qualificado elenco de docentes da universidade mais conceituada do Brasil. Lamentável! Como professora aposentada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), sinto-me indignada e decepcionada com alguém que tinha como uma das cabeças mais brilhantes da intelectualidade do país. Trabalhei na área do ensino trinta anos para ouvir um conceito de Educação tão pobre, debochado e aviltante como o que tive o desprazer de ouvir na entrevista de Mário Sérgio Conti com Delfim Neto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s