Sem intervenção, IPCA estaria em 6,92%

Comentários sobre a inflação de outubro, conforme mensurada pela variação do IPCA:

1. A inflação não está controlada no Brasil.

2. A abertura do IPCA denota que os preços livres estão mantendo um comportamento preocupante, figurando na casa de 7,34%, quando tomamos a variação nos 12 meses até outubro.

3. O índice cheio, portanto, só está em 5,84%, porque os preços administrados estão em 1,01%, na presença do controle dos preços da gasolina e da postergação dos reajustes do transporte público, sem mencionar a redução das contas de luz (cuja fatura está aparecendo, agora, nas contas da execução financeira do Tesouro a uma média de quase R$ 2,0 bi/mês).

4. Um exercício simples de simulação nos permite avaliar que estaríamos, hoje, com uma inflação superior ao teto da meta de inflação (6,50%).

5. A conta é simples: supusemos que os administrados tivessem ficado estáveis em 5,58%, variação observada em dezembro de 2011, antes das medidas criativas e intervencionistas tomadas pelo governo para controlar o índice, mantendo o peso de 76,3% e 23,7% para livres e administrados, respectivamente.

6. O resultado é que a inflação estaria, hoje, em 6,92%.

1º gráfico: Inflação medida pela variação do IPCA (12 meses) – abertura em preços administrados e preços livres | 2º gráfico: Inflação medida pela variação do IPCA (12 meses) – abertura em preços administrados e livres com “limpeza” na série dos administrados

inflação

Fonte: IBGE. Elaboração própria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s