Ganho com desvalorização já soma R$ 63,5 bi

Ao comprar dólares, o Banco Central visa aumentar seu seguro contra crises. Essa é a forma mais simples e direta de entender o papel das reservas cambiais. Certa vez, um amigo não economista perguntou: “por que o governo não gasta esse dinheiro todo com educação e saúde?” A dúvida é legítima. A resposta não é trivial.

Em verdade, o Banco Central acumula reservas justamente para não gastar. Quando você faz um seguro para o seu carro, você tem um custo anual para ter direito a essa garantia, a essa proteção. A lógica, no caso das reservas internacionais, que são acumuladas em dólar (moeda de reserva para todos os países), é a mesma. É bom ter reservas tão somente pelo fato de que a cifra de US$ 374 bilhões indica que o país em questão tem condições de debelar um ataque especulativo contra sua moeda, evitar grande volatilidade na taxa cambial, enfim, atuar em um caso extremo para prover liquidez ao mercado.

Agora, para ter o seguro é preciso pagar. E, no caso brasileiro, pagamos caro. O Banco Central compra dólares dos bancos utilizando reais. Isto é, ao acumular reservas em dólares, aumenta-se a quantidade de moeda doméstica na economia. Para evitar a inflação que naturalmente decorreria desse processo, o próprio Banco Central enxuga esse excesso de reais e, para isso, utiliza as chamadas operações compromissadas, que são papéis públicos entregues ao mercado sob a condição de pagamento de uma taxa de juros (sempre próxima à Selic). Esse é o custo para o BC: pagar a taxa Selic sobre a montanha de títulos emitidos para esterilizar, como costumamos dizer, a compra de reservas.

Há também um ganho associado a essas operações, como acontece com qualquer ativo (uma casa rende aluguel para seu proprietário; uma aplicação na poupança rende juros ao investidor etc). Trata-se da receita de juros advinda da aplicação dos dólares comprados pelo BC em títulos públicos americanos ou em outros ativos lá fora. Essa é uma receita muito pequena, entretanto, quando comparada à Selic, que remunera os papéis emitidos pelo BC para fazer frente à política de acumulação de reservas. Liquidamente, é um saldo negativo para o setor público.

Ocorre que o valor dos ativos em questão – as reservas cambiais – pode se alterar fortemente de acordo com a variação do dólar, isto é, de acordo com a evolução da taxa de câmbio. Todas as vezes que o câmbio vai de R$ 2,00/US$ (abril/13) a R$ 2,36/US$ (29 de agosto às 11h14), por exemplo, as reservas de US$ 374 bilhões (mesmo que estagnadas, em dólares), quando contabilizadas em reais, passam por um forte aumento (de R$ 749 bilhões a R$ 883 bilhões), conduzindo a um ganho fiscal efetivo no período da ordem de R$ 134 bilhões apenas em razão da desvalorização do real, isto é, da mudança da taxa cambial.

É possível, então, fazer uma conta para avaliar o resultado líquido dos custos e receitas associados às operações de acumulação de reservas. Simplesmente, consolidamos os ganhos e/ou perdas advindos da variação cambial, na primeira linha da tabela apresentada a seguir, as receitas líquidas das aplicações dos dólares lá fora, já descontados dos custos com a esterilização, na segunda linha, e o saldo líquido para o BC (e para o setor público, portanto) na última linha.

O resultado é evidente: aumentamos a gordura para que, se necessário, o BC intervenha no mercado à vista e evite uma nova sobredesvalorização do real, o que traria danos à inflação doméstica (já pressionada pelas conhecidas razões) e ao equilíbrio macroeconômico. Antes de tudo, espera-se da política cambial ser capaz de manter, pelo menos, a previsibilidade para a taxa de câmbio, sob o risco de prejudicar ainda mais a já cambaleante dinâmica do nosso comércio exterior.

Tabela: perdas e ganhos associados às reservas internacionais com a variação cambial e receitas líquidas nas operações de acumulação de reservas (R$ bilhões)

ReservasFonte: Banco Central. Elaboração própria.

 

One thought on “Ganho com desvalorização já soma R$ 63,5 bi

  1. It is crucial that you note when writing for the web that the information be easily understandable from your targeted reader. People who got this skill determined by delivery could improve it by means of forms of guidelines.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s